Ultrassonografia

Ultrassonografia Veterinária

O exame ultra-sonográfico abdominal completo exige uma avaliação cuidadosa do fígado, baço, vesícula biliar, rins e bexiga, principalmente. Para uma interpretação mais precisa dos achados ultra-sonográficos, deve-se considerar outras informações tais como histórico, sintomatologia clínica, exame físico e laboratoriais, além de outros meios de diagnóstico por imagem.

Ultrassonografia em pequenos animais

A ultrassonografia é um dos métodos de diagnóstico por imagem mais versátil e de aplicação relativamente simples, sendo uma ferramenta fundamental para a medicina diagnóstica de cães e gatos. Com o desenvolvimento tecnológico esse método se transformou em um instrumento poderoso de investigação médica possibilitando o estudo de imagens seccionais em tempo real e adquiridas em qualquer orientação espacial.

          É um método de diagnóstico não invasivo e sem efeitos nocivos, pois não utilizam radiação ionizante, e que normalmente não requer sedação do animal. Possibilita a visualização interna da cavidade abdominal, observando a arquitetura de todos os órgãos abdominais, presença de efusões cavitárias (presença de líquidos) e analisando as alterações que podem ser encontradas. Informações como histórico, exames físicos e laboratoriais, sintomas clínicos e outros meios de diagnóstico por imagem, contribuem para uma avaliação e interpretação mais precisa dos achados ultrassonográficos.

         A ultrassonografia pode auxiliar o clínico veterinário no diagnóstico precoce, no acompanhamento ao tratamento, nos exames pré-cirúrgicos e no diagnóstico precoce da gestação. Pode também auxiliar indiretamente no diagnóstico através do seu uso como guias para coleta de líquidos corporais, células e amostras de tecidos para posterior análise.

 Vantagens e desvantagens do exame ultrassonográfico:

 VANTAGENS:

– diferenciação de vários tipos de tecido;

– permite examinar o abdômen na presença de líquido livre;

– fornece informações de vasos e ductos biliares;

– diagnóstico precoce da gestação; avalia viabilidade fetal através dos batimentos cardíacos e motilidade fetal (A idade gestacional pode ser avaliada a partir de 28-30 dias de gestação pela maturação fetal e vitalidade observada pela monitoração da frequência cardíaca fetal)                                                

– permite guiar cistocenteses, punções, citologias aspirativas e biópsias;      

 DESVANTAGENS:

– presença de gases, contraste e ossos impedem a adequada visualização dos órgãos;                         – necessidade de depilar a área a ser examinada;                                                                                        – pacientes taquipnéicos, que apresentem sensibilidade dolorosa ou encontram-se agitados, dificultam a realização do exame (nestes casos pode-se sugerir a sedação do paciente).        

-Não é o melhor método para quantificar os filhotes, mas o número será sempre aproximado e quanto maior o número de fetos menor a chance de acerto.

Para realizar um bom exame ultrassonográfico é necessário algumas recomendações como:

  – Fazer jejum de 12 horas, para diminuir a quantidade de alimento e gás no trato gastrointestinal.

  – Ingerir bastante líquido, exceto leite, que pode aumentar a quantidade de gases.

  – Não urinar por pelo menos 2 horas do exame.

– Ser administrado anti-gases (simeticona) 1 hora e 30 minutos antes do exame.